Via Mangue: Prefeito lança pedra fundamental

Uma das maiores e mais esperadas obras viárias do Recife começa hoje, finalmente, a sair do papel. Com a presença dpo ministro das Cidades, Márcio Negromonte, João da Costa, lança pedra fundamental do complexo viário Via Mangue. Imagem: Tatiana Meira/DP/D.A Press

Lançamento da obra do complexo Via Mangue

Lançamento da obra do complexo Via Mangue

A manhã do último sábado (11) foi marcada por um momento histórico para a Cidade, quando o prefeito do Recife, João da Costa, lançou a pedra fundamental do complexo Via Mangue. A solenidade, que contou com a presença do ministro das Cidades, Mário Negromonte, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, bem como de outras autoridades, aconteceu na Praça Abelardo Rijo, Cabanga. Com a colocação do primeiro bloco de alvenaria, tem-se o início efetivo  da  edificação da maior obra viária urbana realizada na Cidade nas últimas décadas, em um projeto da PCR, em parceria com o Governo Federal.

Via Mangue é a maior obra viária urbana realizada na Cidade

Via Mangue é a maior obra viária urbana realizada na Cidade

Segundo o administrador municipal, a via – que será viabilizada pelo PAC da Copa – é uma conquista que beneficiará os recifenses, bem como a população da região metropolitana. “Hoje transformamos em realidade um sonho e um compromisso político. É a maior obra viária dos últimos 50 anos, que vai garantir a mobilidade urbana, o respeito ao meio ambiente, e a dignidade de mais de 1.000 famílias, as quais passam a ter qualidade de vida”, afirmou o gestor. Ao agradecer publicamente o apoio dado pelos Governos Estadual e Federal, Costa enfatizou que o sistema é parte importante para o desenvolvimento de Pernambuco. “Ele viabilizará o dinamismo econômico em uma das áreas mais comerciais do Recife, vindo a se tornar a obra estruturadora que melhor descreve o crescimento da Cidade”.

Já o ministro das Cidades, o recifense Mário Negromonte, mostrou-se satisfeito com o projeto. “Estou feliz em voltar à minha terra natal e ter a real noção da dimensão dessa obra e do quanto ela atinge diretamente as pessoas. Ela é magnânima, sinto-me honrado por estar aqui”, disse. Por sua vez, o governador Eduardo Campos destacou a relevância da parceria entre as instâncias governamentais e vislumbrou um futuro melhor para a capital pernambucana. “Estas intervenções urbanas são discutidas consensualmente. As prioridades do Recife são as prioridades do Governo do Estado. A Via Mangue nasce com o conceito de cuidar bem da natureza e respeitar a cidadania e, assim, vemos no povo do Recife a capacidade de crescer com ela”.

Esta será a primeira via expressa do Recife, com velocidade média de 60km/h e sem cruzamentos de tráfego. A implantação da Via Mangue vai criar um cinturão que pretende  proteger o manguezal do Rio Pina e melhorar o tráfego nos bairros de Boa Viagem e do Pina. Além disso, a PCR ainda poderá implantar de um corredor exclusivo de ônibus na Avenida Domingos Ferreira, viabilizando o Corredor Norte-Sul.

A Via Mangue será composta por faixas de rolamento para veículos, calçadas para pedestres e ciclovia. No sentido Centro/Boa Viagem, a via terá 4,75km. Já no sentido Boa Viagem/Centro, a extensão é de 4,37km. A obra engloba ainda a construção de dois elevados por sobre a Rua Antônio Falcão, em Boa Viagem; de oito pontes (sendo cinco para manutenção do mangue); duas alças de ligação, alargamento da Ponte Paulo Guerra e do Viaduto Capitão Temudo.

Também faz parte da obra, em uma área de 221 hectares, ações de saneamento integrado com a implantação de rede de saneamento, estações elevatórias e emissários de esgoto. Três habitacionais abrigarão 992 famílias que moram em palafitas e locais próximos ao trajeto da via.

O primeiro deles, o Habitacional 3 (construído na Imbiribeira), já foi entregue e recebeu 352 famílias oriundas das comunidades de Xuxa e parte de Deus Nos Acuda. Os Habitacionais 1 e 2, ainda em construção no bairro do Pina, receberão 640 famílias das localidades de Deus nos Acuda, Jardim Beira Rio e Beira Rio.

Posteridade - Juntamente com Campos, Negromonte e o senador Humberto Costa, o prefeito do Recife seguiu a tradição e lançou à Pedra Fundamental uma cápsula do tempo, contendo moeda corrente, documentos relacionados ao projeto, fotografias e jornais do dia. Em seguida a placa que indica o início oficial das obras foi descerrada e os gestores acionaram a máquina bate-estaca. “Com estes gestos simbólicos a Via Mangue passa a ser uma realidade, um plano que sai do papel e será entregue à população do Recife já em 2013”, finalizou João da Costa.

Protótipo - Uma maquete representando todo o projeto estava disposta no local e foi apreciada de perto pelos presentes, como a dona de casa Jeane Ferreira, 36 anos, moradora da Comunidade Jardim Beira Rio (Pina). “Vai ficar muito bom para mim e para todos da minha área, porque sair das palafitas é um sonho antigo e a Via Mangue vai fazer isso. A vida da gente vai melhorar”, disse.

A maquete ficará exposta à visitação popular a partir da próxima segunda-feira (13), no mezanino do edifício-sede da PCR, no Cais do Apolo.

Clique aqui e saiba mais sobre as obras da Via Mangue.

Com informações da Prefeitura do Recife e do portal Pernambuco. com

About these ads
Deixe um comentário

Registre aqui o seu comentário. Obrigado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 709 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: